Confissões de Osaka: o medo de Serena e os quilos a mais na quarentena

Confissões de Osaka: o medo de Serena e os quilos a mais na quarentena

Por Bola Amarela - fevereiro 16, 2021
osaka

Já com um lugar garantido nas meias-finais do Australian OpenNaomi Osaka pode olhar calmamente para o que ainda vai acontecer no quadro feminino. Uma das rivais que merece muita atenção da japonesa é Ashleigh Barty, que só entra em campo esta quarta-feira para defrontar Karolina Muchova. Ora, a 3.ª classificada do ranking WTA confessa que não a tem visto… mas admite que é muito perigosa.

“Honestamente, não vi muitos encontros dela porque tem jogado sempre à noite e eu vou dormir. Mas diria que ela parece em muito boa forma, ao contrário de mim. Tenho andado a comer bastante na quarentena… Ela parece muito bem e os resultados são muito limpos. Não ficaria surpreendida de se chegasse à final, é a número 1 do mundo, portanto seria estranho se não a visse como rival ou ameaça. Jogar a final com ela sem público? Não! Quero que haja público”, apontou, em conferência de imprensa.

Outra confissão de Osaka teve a ver com a próxima adversária da nipónica, ainda antes de ter sido conhecida a vencedora do duelo entre Serena Williams e Simona Halep. “Já as defrontei várias vezes. Não gosto nada de jogar com a Halep. É alguém muito difícil, que devolve todas as bolas. É uma batalha mental e física. Claro que o mesmo acontece com a Serena. É a Serena! Sinto-me muito intimidada por vê-la do outro lado do court”admitiu.

Bola Amarela