Maior conto de fadas da história! Karatsev bate Dimitrov rumo às 'meias'

Maior conto de fadas da história! Karatsev bate Dimitrov rumo às ‘meias’

Por Bola Amarela - fevereiro 16, 2021
karatsev

Surreal! É difícil descrever de outra maneira aquilo que está a acontecer com Aslan Karatsev. Aos 27 anos, o qualifier russo nunca tinha jogado o quadro principal de um torneio do Grand Slam e agora está nas meias-finais do Australian Open, depois de voltar a ser tomba-gigantes e deixar Grigor Dimitrov pelo caminho. É certo que o búlgaro se apresentou diminuído fisicamente a partir de certa altura, mas o número 114 ATP manteve o pé no acelerador e confirmou um triunfo histórico com os parciais 2-6, 6-4, 6-1 e 6-2.

Mas vamos por partes porque há muito para contar. Desde logo o facto de o 21.º classificado da hierarquia mundial masculino ter entrado melhor. Parecia que a magia de Karatsev – bateu Gianluca Mager, Egor Gerasimov, Diego Schwawrtzman Felix Auger-Aliassime – se tinha esgotado quando sofreu três breaks consecutivos e perdeu o primeiro set por 6-2. O russo tinha descido à terra, no fundo, com 19 erros não forçados.

Já na segunda partida, Dimitrov teve nove pontos de break, portanto várias oportunidades para fugir de Karatsev, mas só aproveitou uma. Do outro lado, o russo começou claramente a crescer e quebrou o búlgaro em duas ocasiões para empatar o encontro… e foi aí que tudo mudou. Enquanto Karatsev começava a disparar, Dimitrov ‘partiu’, quase literalmente. Um problema nas costas limitou-o de forma clara, ao ponto de chegar a pedir desculpas à sua equipa técnica, mas o búlgaro não desistiu e ficou em court até ao fim. Só venceu mais sete pontos no serviço do russo, que arrumou rapidamente a questão.

Quando falámos numa vitória histórica não estávamos a exagerar ou a usar um chavão. Foi mesmo. É que nunca um estreante em quadros principais do Grand Slam tinha chegado às meias-finais na Era Open! Outros seis atingiram os ‘quartos’, mas todos eles caíram às portas do top 4: Harold Solomon, Brad Drewett, Rodney Hammon, Paul Annacone, Brett Steven e Alex Radulescu, este último em 1996. Como se não bastasse, é apenas o quinto qualifier a chegar a esta fase também na Era Open, depois de John McEnroe, Bob Giltinan, Filip Dewulf Vladimir Voltchkov (este em 2000).

Todos eles perderam nas meias-finais, mas será que Karatsev vai conseguir o impensável e garantir um lugar na final? Para lá chegar terá de ultrapassar Novak Djokovic ou Alexander Zverev. Certo é que, para já, o russo já tem um salto de 72 lugares no ranking garantido, com a 42.ª posição prevista nesta altura. O conto de fadas continua!

Bola Amarela