Pedro Sousa joga muito e atinge 15.ª final Challenger da carreira no Lisboa Belém Open

Pedro Sousa joga muito e atinge 15.ª final Challenger da carreira no Lisboa Belém Open

Por José Morgado - outubro 17, 2020
pedro-sousa

Pedro Sousa, número 111 do ranking mundial e um dos melhores tenistas portugueses de todos os tempos, vai disputar este domingo (10h30), no ‘seu’ CIF, a 15.ª final Challenger da sua carreira, depois de este sábado se ter apurado para o encontro de discussão do título da edição de 2020 do Lisboa Belém Open.

Na meia-final deste sábado, Sousa, de 32 anos, jogou a muito bom nível para alcançar uma excelente vitória diante do italiano Alessandro Giannessi, que aos 30 anos é 164.º ATP mas já foi top 100 — tal como Sousa — por 6-4 e 6-4, num encontro que resolveu em 1h25 e que contou com alguns dos melhores pontos da semana no CIF. Pedro igualou o confronto direto diante do transalpino (4-4), num oitavo encontro jogado mais de 11 anos depois do primeiro, num Future em Itália.

Sousa, que tem um registo de 7-7 em finais de Challenger, tem duas semanas depois da final de Split nova oportunidade de chegar ao oitavo título na categoria e igualar o recorde português, que pertence ao seu treinador, Rui Machado.

Ao todo, esta é a terceira final da época para Pedro Sousa, depois do ATP 250 de Buenos Aires e do Challenger de Split. Perdeu ambas. Nesta, vai defrontar o vencedor da segunda meia-final, entre o espanhol Jaume Munar e o italiano Federico Gaio.

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.