Nadal e o fim da carreira: «Tudo tem um princípio e um fim. Terei que aceitar»

Nadal e o fim da carreira: «Tudo tem um princípio e um fim. Terei que aceitar»

Por Tiago Ferraz - agosto 25, 2020
nadal

O tenista espanhol Rafael Nadal deu uma entrevista à GQ onde falou de alguns temas quentes que marcam a sua carreira e aborda a importância do seu tio na sua caminhada.

“Se falarmos em termos desportivos, a pessoa mais importante da minha carreira foi, sem dúvida, o Toni Nadal. Sem ele eu nem sequer seria tenista. Em 2017, foi ele quem me disse que queria descansar e focar-se mais na Academia ou ficar mais em casa. Não tivemos qualquer problema. Sempre disse que antes de ser seu jogador, sou sobrinho dele e antes de ele ser meu treinador é meu tio”, revela, citado pelo Punto de Break.

Rafael Nadal falou ainda do final da carreira que poderá estar mais perto do que se imagina:

“Tudo na vida tem um princípio e um fim. Para ser sincero, não sou uma pessoa que têm medo do fim. Tenho respeito sim, mas não tenho medo. Quando chegar o momento de me retirar do ténis terei que aceitar e continuar a procurar a motivação na minha vida”, disse.

Tiago Ferraz
Jornalista de formação, apaixonado por literatura, viagens e desporto sem resistir ao jogo e universo dos courts. Iniciou a sua carreira profissional na agência Lusa com uma profícua passagem pela A BolaTV, tendo finalmente alcançado a cadeira que o realiza e entusiasma como redator no Bola Amarela desde abril de 2019. Os sonhos começam quando se agarram as oportunidades.