Khachanov: «É triste sermos obrigados a escolher entre o nosso país e as nossas carreiras»

Khachanov: «É triste sermos obrigados a escolher entre o nosso país e as nossas carreiras»

Por Pedro Gonçalo Pinto - abril 24, 2022

Karen Khachanov voltou a falar sobre a decisão que Wimbledon tomou de banir os tenistas russos e bielorrussos da edição deste ano. O russo é um dos jogadores afetados por essa tomada de posição do Grand Slam britânico devido à invasão das forças russas na Ucrânia e lamentou o rumo dos acontecimentos.

“Não quero começar nenhum debate contra nenhum jogador, não quero responder a ninguém. Não é o meu objetivo nem prioridade. A minha prioridade é ser desportista, jogar ténis e fazer o que gosto de fazer. Não quero falar de problemas políticos. Agora o desporto faz parte da política”, começou por afirmar.

Certo é que Khachanov espera que tudo se resolva. “É uma situação realmente complicada e triste. É triste ter chegado ao ponto em que somos obrigados a escolher entre o nosso país e as nossas carreiras. É uma situação dura, são decisões difíceis de tomar, então espero que se resolvam sem que tenha de me meter no assunto”, destacou.

Pedro Gonçalo Pinto
Comentador Sport TV e ligado ao Jornal Record. Ténis acima de tudo.