Desigualdade gritante: Dubai dá prémio cinco vezes maior ao homem que se sagrar campeão

Desigualdade gritante: Dubai dá prémio cinco vezes maior ao homem que se sagrar campeão

Por Pedro Gonçalo Pinto - fevereiro 21, 2022

Jelena Ostapenko brilhou em larga escala para conquistar o WTA 500 do Dubai, um prestigiado torneio que contava com uma lista de inscritas absolutamente luxuosa. Com esse grande triunfo, a letã garantiu um cheque na ordem dos 104 mil dólares, algo que até pode parecer muito simpático… se não for feita a comparação com aquilo que o campeão masculino irá receber por conquistar o título que se disputa esta semana.

A igualdade de prize money já acontece em algumas provas, mas essa realidade ainda não se verifica nos Emirados Árabes Unidos, onde o campeão masculino vai arrecadar 523 mil dólares, cinco vezes mais do que aquilo que Ostapenko podia levar para casa, algo que revoltou, por exemplo, Tara Moore, tenista britânica que está à porta do top 100 de pares e já foi top 150 em singulares.

“Espero mesmo que as pessoas leiam isto e deixem mesmo entrar. As mulheres não ganham o mesmo prize money do que os homens”, referiu no Twitter.

Pedro Gonçalo Pinto
Comentador Sport TV e ligado ao Jornal Record. Ténis acima de tudo.