Andy Murray: as vitórias mais marcantes do seu percurso (com vídeos)

Por José Morgado - 11 janeiro, 2019

Encerrar um capítulo no caminho profissional é complicado para qualquer pessoa, fará para um atleta de alta competição, que cresce a ser preparado para singrar. Andy Murray anunciou o fim de um percurso repleto de vitórias esta sexta-feira, dia 11 de janeiro de 2019.

O estado físico do escocês e as fortes dores que sente constantemente levaram-no a uma decisão drástica. Ainda assim, não nos podemos esquecer da caminhada feita com esforço e dedicação por parte do atleta. Partindo desta premissa, decidimos reunir os seis momentos mais marcantes da sua carreira… por ordem cronológica.

1. O primeiro ouro olímpico – Agosto 2012

Um mês depois de perder a sua primeira final de Wimbledon para Roger Federer, Andy Murray regressou a Wimbledon e venceu a final dos Jogos Olímpicos no mesmo court e diante do mesmo rival, alcançado a medalha de ouro para a equipa do Reino Unido. Esta foi, sem dúvida, uma vitória com um sabor especial, tendo em conta todo o enquadramento.

 

 

2. História, parte 1: o primeiro Grand Slam – Setembro 2012

Depois de quatro finais perdidas, o tenista chega finalmente ao primeiro título do Grand Slam no US Open. O triunfo na final diante de Novak Djokovic consagrou-o como vencedor, quebrando o jejum britânico de impressionantes 76 anos sem qualquer troféu de singulares masculinos em Majors.

 

 

3 – História, parte 2: o primeiro título em Wimbledon – Julho 2013

Murray conseguiu vencer Wimbledon após bater na final Novak Djokovic. tal como havia acontecido no US Open 2012. O tenista encontrava-se num ponto mais maduro do seu percurso, o que fez com que estivesse pronto a alcançar a glória, que havia falhado por pouco em 2012, quando perdeu a final com Roger Federer.

 

 

4 -O sucesso na Taça Davis – Novembro 2015

O atleta ajudou a equipa do Reino Unido a conseguir a vitória na Taça Davis, algo que só tinha sido conseguido anteriormente em 1936. O ex-número um do Mundo ganhou 11 dos 12 encontros que levaram a Grã-Bretanha ao título, incluindo último, selando de maneira épica com um match point que fica na história da competição.

 

 

5 – O segundo título em  Wimbledon — Julho 2016

Andy Murray jogou contra o canadiano Milos Raonic na final e levou para casa a segunda vitória neste torneio, após o feito de 2013.  O tenista foi o primeiro britânico a alcançar várias vitórias em Wimbledon, depois de Fred Perry, em 1935.

 

 

6 – A (também histórica) segunda medalha de ouro olímpica – agosto de 2016

Após derrotar o argentino Juan Martin del Potro, Murray juntou mais uma medalha olímpica para o seu currículo. O jogador tornou-se, assim, o primeiro homem a conseguir alcançar dois títulos olímpicos de ténis em singulares, um feito histórico na modalidade.

 

 

AUTOR: Inês Mata

 

 

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.