Sérvia alcança aquilo que nunca tinha conseguido... na história em torneios do Grand Slam

Sérvia alcança aquilo que nunca tinha conseguido… na história em torneios do Grand Slam

Por Nuno Chaves - maio 31, 2019

O ténis sérvio está bem… e recomenda-se. Nesta edição de 2019, Roland Garros tem protagonizado grandes histórias e a Sérvia é, naturalmente, um dos grandes destaques. Porquê? Muito simples.

Pela primeira vez na história, a Sérvia conta com quatro jogadores na terceira ronda de um torneio do Grand Slam. Falamos de Novak DjokovicLaslo DjereDusan LajovicFilip Krajinovic.

Um registo histórico e que prova o bom momento do ténis sérvio. Se Djokovic ocupa a liderança do ranking mundial, Lajovic já tem garantida a subida até ao 30.º posto, Djere, na classificação virtual, sobe até ao 27.º lugar e Filip Krajinovic, que tem estado em grande, tem assegurado a subida até ao 52.º posto.

O máximo que a Sérvia tinha alcançado em Grand Slams foi em Roland Garros 2011 e 2013 e Wimbledon 2012 quando, na altura, três jogadores sérvios atingiram esta fase da prova.

Nuno Chaves
Jornalista na TVI; Licenciado em Ciências da Comunicação na UAL; Ténis sempre, mas sempre em primeiro lugar.