Murray admite voltar a jogar singulares e fala de uma motivação chamada… Bob Bryan

Por Nuno Chaves - 21 maio, 2019

Continuam a chegar, constantemente, notícias bem positivas em relação a uma possível continuidade da carreira de Andy Murray. O britânico treinou com Nick Kyrgios em Wimbledon e falou ao The Times onde explicou o seu estado atual.

As previsões são animadoras e até falou de Bob Bryan, uma motivação. “Já não sinto dores mas preciso de ver como vou estar com a nova anca. Sei que para jogar pares dava perfeitamente, pelo que vi do Bob Bryan (que teve a mesma lesão) mas preciso de ver se funciona para jogar singulares”, confessou o antigo número um mundial.

“Até agora está a correr muito bem. Joguei muito golfe e não me doeu nada. Quando fui para o court jogar também não senti qualquer dor”, reconheceu, voltando a falar de Bob Bryan.

“Ele está a competir contra os melhores do mundo de pares e é nove anos mais velho que eu por isso penso: Por que não seria capaz de fazer o mesmo ou, quem sabe, um pouco mais? Se continuar a sentir assim vou dar uma oportunidade aos singulares e ver o que acontece”, admitiu Murray, que não compete desde o Open da Austrália.

Nuno Chaves
Jornalista na TVI; Licenciado em Ciências da Comunicação na UAL; Ténis sempre, mas sempre em primeiro lugar.