Bautista Agut dispara: «Arbitragem favoreceu o Federer e não é a primeira vez que acontece»

Por Nuno Chaves - 11 outubro, 2018

Roberto Bautista Agut apresentou-se a muito bom nível mas acabou eliminado nos oitavos de final do ATP 1000 de Xangai, após uma derrota com Roger Federer, adversário no qual nunca conseguiu vencer.

Na hora da análise, o espanhol mostrou-se desiludido com o desaire. “Estou um pouco triste com o resultado porque creio que trabalhei para ganhar ou para me colocar numa situação de vitória. Foi a primeira vez que tive o Federer pelas cordas, era um bom dia para lhe ganhar mas não consegui”, afirmou Agut.

O encontro ficou, ainda assim, marcado por um momento polémico. No terceiro set, quando o encontro estava empatado 4-4, 40-40, com o espanhol a servir, o juiz de linha chamou uma bola de Agut fora (era bem dentro), Federer atirou para a rede e o árbitro ordenou que se repetisse o ponto. Bautista Agut não gostou e fez questão de mostrar o seu desagrado.

“Era um momento de muita tensão. Tinha 30-0, depois ficou 30-30 e senti a pressão de ter o Federer do outro lado. Num momento tão decisivo como esse, um ponto a mais ou um ponto a menos é determinante”, protestou.

O tenista de 30 anos foi mais longe. “Houve uma situação de favoritismo e não é a primeira vez que acontece. Não creio que me tenha vencido por esse ponto, mas na minha opinião, não creio que o árbitro tenha estado bem ali”, confessou em declarações recolhidas pelo Mundo Deportivo.

Nuno Chaves
Jornalista na TVI; Licenciado em Ciências da Comunicação na UAL; Ténis sempre, mas sempre em primeiro lugar.