Alcaraz vence final dramática e é campeão de Roland Garros pela primeira vez

Alcaraz vence final dramática e é campeão de Roland Garros pela primeira vez

Por José Morgado - junho 9, 2024
alcaraz

Carlos Alcaraz, de 21 anos de idade, escreveu neste domingo (9) mais um capítulo de uma carreira que promete ser lendária, ao conquistar o seu primeiro título em Roland Garros. Em uma final nem sempre bem jogada, mas muito tensa, longa e com contornos épicos, Alcaraz, número 3 do mundo, derrotou o alemão Alexander Zverev, quarto da ATP, por 6-3, 2-6, 5-7, 6-1 e 6-2, em duelo de 4h20.

Depois de um primeiro set em que o espanhol se exibiu em bom nível, Zverev impôs-se na segunda parcial, vencendo os últimos cinco games, mas Alcaraz parecia ter retomado o controle quando passou a liderar por 5-2 no terceiro set. Inesperadamente, o espanhol se perdeu totalmente a partir dessa altura e Zverev, ajudado por muitos erros não forçados, venceu cinco games consecutivos e a terceira parcial por 7-5.

Quando se pensava que o alemão poderia fugir rumo ao seu primeiro Major aos 27 anos… Alcaraz encontrou o seu nível. O ex-número 1 do mundo se mostrou mais forte física e mentalmente e impôs-se de forma categórica nos últimos dois sets para vencer a final em cinco sets. Aos 21 anos e 1 mês, Alcaraz já tem lugar reservado entre as lendas da modalidade.

Leia também:

Só três ficam no mesmo lugar: confira a mudança no top 10 da WTA depois de Roland Garros
Zverev sobre caso arquivado de violência doméstica: “Não quero voltar a ouvir essa pergunta”
João Fonseca estreia contra ex-top 25 em Nottingham; confira chave

O tenista de El Palmar, uma pequena localidade do município espanhol de Múrcia, conquistou o seu terceiro título Major em três torneios diferentes e está agora a apenas um troféu no Australian Open de se tornar no quinto jogador da Era Aberta a vencer todos os Slams. Alcaraz torna-se o mais jovem jogador da história a vencer três Grand Slams em três superfícies distintas, superando Rafael Nadal, que alcançou o feito aos 22 anos e 7 meses.

Apaixonei-me pelo ténis na épica final de Roland Garros 2001 entre Jennifer Capriati e a Kim Clijsters e nunca mais larguei uma modalidade que sempre me pareceu muito especial. O amor pelo jornalismo e pelo ténis foram crescendo lado a lado. Entrei para o Bola Amarela em 2008, ainda antes de ir para a faculdade, e o site nunca mais saiu da minha vida. Trabalhei no Record e desde 2018 pode também ouvir-me a comentar tudo sobre a bolinha amarela na Sport TV. Já tive a honra de fazer a cobertura 'in loco' de três dos quatro Grand Slams (só me falta a Austrália!), do ATP Masters 1000 de Madrid, das Davis Cup Finals, muitas eliminatórias portuguesas na competição e, claro, de 13 (!) edições do Estoril Open. Estou a ficar velho... Email: josemorgado@bolamarela.pt