Zverev volta a falar de alegado caso de violência: «Não foi assim que fui educado»

Zverev volta a falar de alegado caso de violência: «Não foi assim que fui educado»

Por Tiago Ferraz - novembro 13, 2020
Zverev
PARIS, FRANCE – NOVEMBER 5: Alexander Zverev of Germany celebrates his victory during day 4 of the Rolex Paris Masters, an ATP Masters 1000 tournament held behind closed doors at AccorHotels Arena formerly known as Paris Bercy on November 5, 2020 in Paris, France. (Photo by Jean Catuffe/Getty Images)

O tenista alemão Alexander Zverev deu uma conferência de imprensa prévia à sua participação nas ATP Finals onde falou do alegado caso de violência que o colocou debaixo de fogo.

“Estas acusações são totalmente infundadas e não estão certas.  Eu e a Olga tivemos altos e baixos, mas a forma como a nossa relação foi descrita para o público não foi a correta. Não era assim. Esse não sou eu. Não foi assim que fui educado. Simplesmente, como pessoa, esse não sou eu”, salientou, citado pelo Punto de Break.

Alexander Zverev revela que é com o foco no ténis e nas ATP Finals que está concentrado neste momento:

“Estamos aqui todos para jogar ténis. Realmente eu tenho muita vontade de jogar honestamente. Nos últimos dias, como vocês sabem, o foco esteve virado para os assuntos extradesportivos. Muita gente me perguntou por que motivo eu fiquei calado e por que motivo não falava acerca destas acusações. Apesar de lamentar de forma veemente que estas declarações tenham sido feitas (de Olga) devo centrar-me e focar-me na minha declaração inicial de que as declarações, simplesmente, não são corretas e nesse sentido devo continuar a desmenti-las”, revelou.

Recorde-se que Alexander Zverev, de 23 anos, voltou a falar das notícias que foram tornadas públicas que dão conta de alegadas aressões da parte do alemão à sua ex-namorada Olga Sharypova.

De salientar ainda que Sascha já desmentiu as alegações da russa em comunicado , e voltou a referir esse facto de forma veemente.

Tiago Ferraz
Jornalista de formação, apaixonado por literatura, viagens e desporto sem resistir ao jogo e universo dos courts. Iniciou a sua carreira profissional na agência Lusa com uma profícua passagem pela A BolaTV, tendo finalmente alcançado a cadeira que o realiza e entusiasma como redator no Bola Amarela desde abril de 2019. Os sonhos começam quando se agarram as oportunidades.