Zverev explica separação da Team8 de Federer: «Olharam para mim como produto internacional»

Zverev explica separação da Team8 de Federer: «Olharam para mim como produto internacional»

Por José Morgado - janeiro 26, 2021
federer zverev

Alexander Zverev, número sete do ranking mundial, viveu em 2020 uma temporada desafiante. O alemão de 23 anos chegou à sua primeira final de Grand Slam, é certo, mas passou por uma série de questões delicadas fora de campo: descobriu que ia ser pai de um filho de uma ex-namorada, foi acusado de violência doméstica por outra e ainda fechou um processo judicial com o seu anterior empresário. Para fechar 2020, terminou sua relação de dois anos com a Team8, empresa de agenciamento que tem Roger Federer como sócio. E explicou a razão numa entrevista ao ‘Bild’.

“Todas as pessoas que geriram a minha carreira até ao momento olharam para mim como um produto internacional, mas eu quero antes disso ser um ídolo na Alemanha. Quero inspirar as crianças a jogarem ténis”, disparou o alemão, cuja carreira é agora gerida pelo seu irmão Mischa Zverev e por um dos seus melhores amigos, Sergey Bubka, ex-tenista e filho do antigo recordista mundial do salto com vara, com o mesmo nome.

Zverev assume que está hoje em dia muito mais envolvido em todas as questões da sua carreira. “Houve alturas em que eu não queria controlar nada sobre a minha carreira e confiava totalmente no rumo que os outros definiam para mim, mas agora quero. Quero orientar os meus projetos para onde eu desejo e quero fazê-lo na Alemanha”, confessou o tenista que depois de se ter oposto ao novo formato das Davis Cup Finals decidiu mudar de ideias e revelou que vai competir no evento em 2021.

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.