Zverev deixa aviso à concorrência: «Madrid foi um ponto de viragem para mim»

Zverev deixa aviso à concorrência: «Madrid foi um ponto de viragem para mim»

Por Pedro Gonçalo Pinto - maio 12, 2022

Alexander Zverev acredita que o Masters 1000 de Madrid foi um momento decisivo na sua temporada. Mesmo que tenha sido arrasado por Carlos Alcaraz na final, o alemão reencontrou-se com as boas exibições e com a confiança, algo que lhe tinha faltado durante uma temporada que tem sido toda abaixo das expectativas.

“Madrid foi um ponto de viragem para mim. Apesar de não ter ganho o título, foi uma semana muito positiva. Cheguei à final de um Masters 1000. Ganharam-me aí, mas houve outros fatores, como já disse antes. Sinto-me melhor em court agora do que há umas semanas e espero poder continuar assim. O foco continua posto em Roland Garros”, apontou, depois de bater Alex de Minaur.

Sascha destacou ainda um outro aspeto que o deixa mais tranquilo. “Estive seis meses sem treinador, era isso que me faltava. Por isso contratei Sergi Bruguera, não sabíamos quanto tempo o meu pai ia precisar para voltar. Mas estou feliz por ele estar de regresso. Dá-me calma, confiança e ninguém me conhece melhor do que ele”, sublinhou.

Por outro lado, voltou a falar sobre a questão dos horários. “Senti-me muito bem aqui. Não é fácil vir de Madrid, onde há muita altura e é preciso adaptação. Ali a bola voa, aqui é bastante lenta. Agora estive a um grande nível. Quanto aos horários, claro que prefiro jogar às 11 da manhã do que à uma. Qualquer um diria isso…”, rematou.

Pedro Gonçalo Pinto
Comentador Sport TV e ligado ao Jornal Record. Ténis acima de tudo.