Wild joga a bom nível, mas Austrália faz o 2-0 e complica contas 'canarinhas' na Davis

Wild joga a bom nível, mas Austrália faz o 2-0 e complica contas ‘canarinhas’ na Davis

Por Tiago Ferraz - março 6, 2020
thiago-wild

Brasil e Austrália já começaram a discutir a sua presença nas Davis Cup Finals de Madrid e, nesta altura, o cenário é pouco ou nada animador para a turma brasileira.

Depois da derrota de Thiago Monteiro no primeiro duelo da eliminatória diante de Jordan Thompson pelos parciais de 6-4 e 6-4. No segundo encontro da eliminatória, Thiago Wild mediu forças com John Millman, 43º ATP, e colocou o australiano em sentido.

Num primeiro set que começou muito favoravel a Wild, o brasileiro fez dois breaks logo nos primeiros três jogos e serviu para o 4-0. Com uma vantagem tão larga, Wild esteve bem e, apesar de ter perdido um jogo de serviço, acabou por vencer a primeira partida por 6-4.

No segundo set, o equilíbrio foi nota dominante e prova disso foi que o parcial chegou empatado (6-6-) ao 12.º jogo. O encontro seguiu para o tie-break e nessa fase Wild esteve desaparecido e perdeu por 7-6(0).

Na terceira e decisiva partida, Thiago Wild esteve infeliz, cedeu o serviço por duas vezes seguidas, nos quinto e sétimo jogos (5-2) e deixou Millman a servir para deixar a Austrália a vencer por 2-0 na eliminatória o que obriga o Brasil a vencer todos os encontros até final da eliminatória para sonhar com a presença em Madrid.

 

Tiago Ferraz
Jornalista de formação, apaixonado por literatura, viagens e desporto sem resistir ao jogo e universo dos courts. Iniciou a sua carreira profissional na agência Lusa com uma profícua passagem pela A BolaTV, tendo finalmente alcançado a cadeira que o realiza e entusiasma como redator no Bola Amarela desde abril de 2019. Os sonhos começam quando se agarram as oportunidades.