Wilander também critica Azarenka: «Se não queria vir, não era obrigada»

Wilander também critica Azarenka: «Se não queria vir, não era obrigada»

Por José Morgado - setembro 27, 2020
azarenka-rg

Victoria Azarenka, ex-número um mundial e recentemente finalista do US Open, chega a Roland Garros como uma das grandes favoritas ao título, mas este domingo, apesar da vitória fácil diante da montenegrina Danka Kovinic, por 6-1 e 6-2, nem tudo correu bem. A bielorrussa não gostou de entrar em court debaixo de chuva e chegou mesmo a chamar o Supervisor da prova para interromper o encontro, que foi suspenso durante cerca de meia-hora.

“Estão a brincar connosco? Está chuva e imenso frio. Não vamos ficar sentadas como oito graus como umas patas. Eu vivo na Florida, não estou habituada a isto”, disparou Azarenka na direção do árbitro e Supervisor.

Mats Wilander, sueco que passou pela liderança do ranking ATP e agora é comentador no Eurosport, foi muito duro para com a atitude da tenista de leste. “Há jogadores que adoram ténis, outros, como a Victoria Azarenka, que dependem muito da presença de fãs e quer tudo perfeito. Não há desculpa para o tipo de comentários que ela fez durante o encontro. Se entras em court, dás o teu melhor com as condições que tens. Se não queria vir jogar em Paris, não era obrigada. Ninguém é obrigado a jogar os Grand Slams”, disparou.

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.