Wawrinka sem dúvidas: «Estou perto do fim, mas quero ir até ao limite»

Wawrinka sem dúvidas: «Estou perto do fim, mas quero ir até ao limite»

Por Tiago Ferraz - novembro 3, 2020
wawrinka
Tennis – French Open – Roland Garros, Paris, France – June 2, 2019. Switzerland’s Stan Wawrinka reacts during his fourth round match against Greece’s Stefanos Tsitsipas. REUTERS/Gonzalo Fuentes – UP1EF621AI8X2

O tenista suíço Stan Wawrinka conseguiu, esta terça-feira, uma boa vitória na primeira ronda do ATP Masters 1000 de Paris que lhe permite continuar a sonhar com uma presença em Londres.

Ainda assim, o tenista helvético tem a noção de que está na reta final da sua carreira, mas diz que ainda tem forças e vontade para tentar voltar à elite do ténis mundial na entrevista rápida no pós-encontro da primeira ronda do torneio parisiense:

“Estou perto do final da minha carreira, mas penso que ainda posso dar um último empurrão que, realmente, desejo dar para ir, novamente, até ao limite. Quero passar pelo sacrifício necessário para poder estar entre os melhores e é disso que estou à procura. Vou tentar manter o trilho durante a pré-temporada (de 2021) e logo veremos o que vai suceder-se em 2021”, salientou.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Don’t underestimate Stan the Man 💪

Uma publicação partilhada por ATP Tour (@atptour) a

Tiago Ferraz
Jornalista de formação, apaixonado por literatura, viagens e desporto sem resistir ao jogo e universo dos courts. Iniciou a sua carreira profissional na agência Lusa com uma profícua passagem pela A BolaTV, tendo finalmente alcançado a cadeira que o realiza e entusiasma como redator no Bola Amarela desde abril de 2019. Os sonhos começam quando se agarram as oportunidades.