[VÍDEO] Há um ano: Bautista jogou 48 horas depois da morte do seu pai e ajudou a Espanha a vencer a Davis

[VÍDEO] Há um ano: Bautista Agut jogou 48 horas depois da morte do seu pai e ajudou a Espanha a vencer a Davis

Por José Morgado - novembro 24, 2020
roberto-bautista

Foi há um ano que o ténis mundial se emocionou com uma das histórias mais impressionantes dos últimos tempos: Roberto Bautista Agut, então número dois espanhol e top 10 mundial, peça importantíssima para a equipa da casa na tentativa de conquistar as Davis Cup Finals, abandonou a competição a meio da semana para se juntar à sua família em Castellón, depois do falecimento do seu pai (um ano e meio depois de também ter perdido a mãe).

Quando já ninguém contava com ele — e depois de ter falhado as meias-finais — Roberto regressou para ajudar a equipa… na final. E não só esteve presente na Caja Mágica como jogou o primeiro singular da final diante do Canadá e derrotou Felix Auger Aliassime.

Rafael Nadal, que venceu todos os seus oito encontros para ajudar a Espanha a vencer este título, atribuiu todos os méritos desse título ao seu compatriota e amigo. “Ganhei oito encontros, mas a pessoa que foi vital nesta Taça Davis foi o Roberto. O que ele fez é desumano. É um exemplo para o resto da minha vida. Deixou-nos na quinta-feira, o seu pai faleceu, voltou no sábado, treinou à tarde e hoje estava preparado para jogar um nível altíssimo. É incrível”, disparou em declarações logo após a final.

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.