Vida difícil para os miúdos: só há cinco com menos de 18 anos no top 1000 do ranking ATP

Vida difícil para os miúdos: só há cinco com menos de 18 anos no top 1000 do ranking ATP

Por Bola Amarela - março 23, 2021
carlitos-alcaraz

Tempos houve em que jogadores extremamente jovens rapidamente chegavam ao topo e discutiam os lugares cimeiros do ranking ATP. Por exemplo, em 1991, Pete Sampras, Goran Ivanisevic Michael Chang tinham todos menos de 19 anos e já estavam no top 10 da hierarquia mundial masculino. Ora, a história mudou e a nova atualização do ranking deixa perceber  isso mesmo.

É que há apenas cinco tenistas menores de idade no top… 1000. O principal representante deste ‘grupo’ com menos de 18 anos é o espanhol Carlos Alcaraz (131.º), enquanto o dinamarquês Holger Rune, que também tem dado muito que falar, surge a seguir (317.º). A queda é abrupta daí para a frente, com o japonês Shintaro Mochizuki (655.º), o francês Luca Nardi (721.º) e o norte-americano Martin Damm (820.º) a fecharem a lista.

Além da própria evolução do ténis e do circuito, uma das possíveis explicações pode estar relacionada com o facto de haver consideravelmente menos torneios do ITF World Tour, o que eleva o nível nas provas existentes e torna mais demorado o processo de escalar no ranking.

Bola Amarela