Tsitsipas e os privilégios concedidos a Federer: «Acho um pouco injusto»

Por Bola Amarela - 31 março, 2019

Longas e constantes viagens de avião estão longe de ser divertidas, mas Stefanos Tsitsipas não é pessoas para se deixar vencer pelo tédio. Vai daí, usou a sua conta do Twitter para trazer até si a companhia dos seus seguidores.

“Estou a mais de 10.000 pés (3000 mil metros) acima do chão e ainda tenho mais três horas de tédio. Há alguma coisa que me queiram perguntar”. O jogador grego não precisou de perguntar duas vezes, e entre as perguntas sobre os seus rivais, Roger Federer foi chamado à conversa. Tsitsipas explicou por que razão disse que o suíço merecia atenções especiais por parte dos árbitros.

“Os jogadores que mais têm conquistado nos últimos anos, os mais respeitados no mundo do ténis, são privilegiados quando se trata de algumas regras e decisões tomadas pelos árbitros”, começou por responder Tsitsipas. Senti isso algumas vezes quando joguei contra esses jogadores e acho isso um pouco injusto”.

“O Roger Federer será sempre o meu jogador preferido, aconteça o que acontecer. Não quero arrastá-lo para este assunto. Ele não tem culpa e não é intencional, os árbitros é que tentam protegê-los mais do que deviam. É apenas isso”, concluiu o número dez mundial.