Tsitsipas desolado após eliminação em Miami: «Ele teve alguma sorte... a vitória devia ser minha»

Tsitsipas desolado após eliminação em Miami: «Ele teve alguma sorte… a vitória devia ser minha»

Por Nuno Chaves - abril 2, 2021
epa09111240 Stefanos Tsitsipas of Greece waves as he exits the court following his quarter-final Men’s singles match against Hubert Hurkacz of Poland at the Miami Open tennis tournament in Miami Gardens, Florida, USA, 01 April 2021. EPA/RHONA WISE

Stefanos Tsitsipas tinha a vitória no bolso mas certo é que deixou fugir uma vantagem clara e acabou eliminado do Miami Open por Hubert Hurkacz.

O grego esteve a vencer por 6-2, 2-0 e com dois pontos para ficar com duplo break de vantagem e, mais tarde, revelou toda a sua desilusão. “Existiram dois fatores. Por um lado, não fui capaz de manter o meu serviço, que é o mais importante num momento assim. Não tinha de fazer break, simplesmente tinha de manter o meu. Isso não aconteceu. Não sei se foi por ele ter mandado uma bola na linha no meu segundo break point para ficar com dois breaks acima”, confessou.

Tsitsipas até foi mais longe. “Diria que ele teve um pouco de sorte. Não o vi fazer esta bola em toda a semana e fez logo num break point. O jogo seria completamente distinto se a bola fosse fora. A psicologia do jogo podia ter mudado. Ele podia ter servido com 1-5 abaixo e nesse momento, o teu rival está completamente destroçado, sem nenhum tipo de esperança. Ainda assim, não me senti nada confortável depois disso tudo. Sinto que aquela bola ficou na minha mente, pensei na oportunidade perdida. Podia tê-lo deixado KO, tinha tempo. Tive má sorte”, admitiu o número cinco mundial.

Do Miami Open, Daniil MedvedevAlexander Zverev e, agora Tsitsipas, já foram eliminados. O que tem o grego a dizer sobre isso? “Nada a dizer sobre. Eu não tive dificuldades, Senti-me bastante bem hoje, creio que joguei um ténis incrível até aquele momento. Estava 6-2 e 2-0, com possibilidades de ter duplo break. Sentia que ninguém me podia parar. De repente, aquela pancada mudou a psicologia do jogo. Nada a dizer. Creio que podia ter feito muito melhor esta semana. Parabéns ao Hurkacz que fez o que tinha a fazer para me ganhar. Sinto que foi uma oportunidade perdida, algo que não devia ter acontecido. A vitória devia ter sido minha”, concluiu.

Nuno Chaves
Jornalista na TVI; Licenciado em Ciências da Comunicação na UAL; Ténis sempre, mas sempre em primeiro lugar.