Tragédia gaulesa! Nunca Roland Garros foi tão mau para o ténis francês na Era Open

Tragédia gaulesa! Nunca Roland Garros foi tão mau para o ténis francês na Era Open

Por Bola Amarela - junho 2, 2021

Quando Roland Garros arrancou, o quadro masculino tinha 18 tenistas franceses. Algo natural, tendo em conta que o segundo Grand Slam da temporada se joga em Paris. O problema é que o que se seguiu foi uma autêntica tragédia gaulesa. Apenas três conseguiram somar vitórias, pelo que foi confirmado o que menos se queria em França: nunca tinha havido tão poucos representantes da casa na segunda ronda masculina na Era Open, que arrancou em 1968.

Sobreviveram Gael MonfilsRichard Gasquet Enzo Couacaud, sendo que um deles iria sempre garantir o bilhete para a segunda eliminatória, uma vez que Gasquet bateu o compatriota Hugo Gaston. Já Monfils superou Albert Ramos e agora vai medir forças com Mikael Ymer, enquanto Couacaud bateu Egor Gerasimov e vai travar batalha com Pablo Carreño Busta. Quanto a Gasquet, irá defrontar… Rafael Nadal. Contas feitas, só mesmo Monfils é favorito a seguir em frente.

Pelo caminho ficaram Lucas Pouille (derrotado por Pablo Cuevas), Ugo Humbert (Ricardas Berankis), Jo-Wilfried Tsonga (Yoshihito Nishioka), Matthias Bourgue (Dominik Koepfer), Arthur Rinderknech (Marin Cilic), Hugo Gaston (Richard Gasquet), Pierre-Hugues Herbert (Jannik Sinner), Adrian Mannarino (Aljaz Bedene), Benjamin Bonzi (Facundo Bagnis), Corentin Moutet (Laslo Djere), Benoit Paire (Casper Ruud), Antoine Cazaux (Kamil Majchrzak), Gregoire Barrere (Fabio Fognini), Gilles Simon (Marton Fucsovics) e Jeremy Chardy (Stefanos Tsitsipas).

Bola Amarela