Torneio de Roma deve jogar-se sem público após protocolo ser recusado

Torneio de Roma deve jogar-se sem público após protocolo ser recusado

Por Tiago Ferraz - julho 30, 2020
Fantasy-masters-1000-roma
Tennis – Wimbledon – All England Lawn Tennis and Croquet Club, London, Britain – July 14, 2018 Spain’s Rafael Nadal watches a butterfly during his semi final match against Serbia’s Novak Djokovic REUTERS/Andrew Boyers

O ATP Masters 1000 e o WTA Premier de Roma devem ser jogados sem público de acordo com informações veiculadas pelo jornal italiano La Reppublica.

A proposta da Federação Italiana de Ténis passava pela presença diária de 17 000 espetadores algo que foi recusado pelo comité executivo devido à atual situação provocada pela pandemia de coronavírus não só em Itália, mas no mundo inteiro.

De acordo com o Tenis News, o facto de em setembro o sistema nacional de saúde italiano poder voltar a estar sobrecarregado devido a uma possível segunda vaga será encarado uma prova de fogo em vésperas do torneio italiano. Além disto, o facto do Adria Tour ter tido problemas no sentido em que foram encontrados alguns casos positivos, após um torneio em que a distância social esteve longe de ser cumprida, foi um fator determinante para que o protocolo tenha sido recusado.

Tem a palavra a Federação Italiana sobre os ingressos para o torneio.

Tiago Ferraz
Jornalista de formação, apaixonado por literatura, viagens e desporto sem resistir ao jogo e universo dos courts. Iniciou a sua carreira profissional na agência Lusa com uma profícua passagem pela A BolaTV, tendo finalmente alcançado a cadeira que o realiza e entusiasma como redator no Bola Amarela desde abril de 2019. Os sonhos começam quando se agarram as oportunidades.