Thiem: «Zverev foi o melhor jogador em court e aceito a derrota a 100 por cento»

Thiem: «Zverev foi o melhor jogador em court e aceito a derrota a 100 por cento»

Por Bola Amarela - maio 8, 2021
MADRID, SPAIN – MAY 06: Dominic Thiem of Austria celebrates after his third round match against Alex De Minaur of Australia during day eight of the Mutua Madrid Open at La Caja Magica on May 06, 2021 in Madrid, Spain. (Photo by Clive Brunskill/Getty Images)

Derrotado nas meias-finais do Mutua Madrid Open, Dominic Thiem não teve quaisquer problemas em reconhecer a superioridade do amigo Alexander Zverev no encontro. O austríaco, que não competia desde o torneio do Dubai, fez um balanço positivo neste regresso à competição, garantindo que ainda tem espaço para crescer… embora não tivesse mudado nada do que fez diante do alemão.

“Olhando com detalhe para o encontro, não mudava muitas coisas. Não foi suficiente contra o Sascha, que jogou realmente bem. Se olharmos para o último jogo, serviu a 228 km/h. Perante isso não há muito que se possa fazer. Zverev foi o melhor jogador em court e aceito a derrota a 100 por cento. Estou super feliz com a semana”, revelou o austríaco.

Além de explicar que é na terra batida que se sente mais confortável fisicamente, Thiem ainda destacou as dificuldades que sentiu depois de conquistar o US Open. “A pandemia teve um papel muito importante no meu percurso, foi difícil aguentar mentalmente a questão das bolhas, jogar perante centenas de cadeiras vazias. Mas a principal razão de estes últimos meses terem sido assim foi o facto de ter ganho o meu primeiro Grand Slam, uma meta que alcancei depois de a perseguir toda a vida. Depois de algo assim é difícil continuar. Deu-me muito que pensar”, confessou.

Bola Amarela