Thiem: «Apesar de estarmos mais perto do Big 3 eles continuam a ser favoritos»

Thiem: «Apesar de estarmos mais perto do Big 3 eles continuam a ser favoritos»

Por Tiago Ferraz - novembro 23, 2020
thiem-usopen

O tenista austríaco Dominic Thiem voltou a não ser feliz numa final das ATP Finals depois de  ter sido derrotado, este domingo, por Daniil Medvedev naquela que foi a última edição da prova que reúne os oito melhores tenistas da temporada em Londres antes de se mudar para Turim a partir de 2021.

Dominic Thiem fez uma análise extensa ao encontro e, entre outros aspetos, falou sobre o futuro do ténis:

“A ansiada evolução geracional já chegou. Nós, os tenistas mais jovens, estamos a demonstrar que podemos competir contra as lendas e inclusive vencê-las. Penso que o Big 3 continuarão a lutar pela conquista de Grand Slams, mas penso que quando eles se retirarem seremos nós a assumir esse papel. Apesar de estarmos cada vez mais perto, eles continuarão a ser favoritos em qualquer torneio”, revelou, citado pelo Punto de Break.

Dominic Thiem foi ainda questionado sobre aqueles que, para si, foram os melhores tenistas do ano e a resposta teve um nome que se destacou:

“Não é uma pergunta nada fácil, mas penso que é parecida com a questão do ranking. É certo que temos que excluir o Roger Federer porque não jogou quase nada este ano. No seu lugar poderia estar o Andrey Rublev que teve um ano fantástico em que venceu muitos títulos. Acho que a classificação reflete na perfeição aquilo que os tenistas fizeram neste ano de 2020”, ressalvou.

Recorde-se que Dominic Thiem conquistou o primeiro Grand Slam da carreira, precisamente, neste ano de 2020 quando venceu o alemão Alexander Zverev na final do US Open.

Tiago Ferraz
Jornalista de formação, apaixonado por literatura, viagens e desporto sem resistir ao jogo e universo dos courts. Iniciou a sua carreira profissional na agência Lusa com uma profícua passagem pela A BolaTV, tendo finalmente alcançado a cadeira que o realiza e entusiasma como redator no Bola Amarela desde abril de 2019. Os sonhos começam quando se agarram as oportunidades.