Tenistas sérvios saem em defesa de Djokovic: «Isto foi terrível, uma catástrofe»

Tenistas sérvios saem em defesa de Djokovic: «Isto foi terrível, uma catástrofe»

Por Bola Amarela - janeiro 17, 2022

A deportação de Novak Djokovic deixou marcas especialmente nos tenistas sérvios. Os compatriotas do número um do mundo jogam de orgulho ferido e fizeram questão de abordar a questão nas conferências de imprensa, manifestando o apoio a Nole, bem como dispararam críticas pela falta de compaixão de algumas das principais figuras do ranking mundial masculino.

“É um sentimento diferente jogar assim. Mandei uma mensagem ao Novak a dizer que lamento o que aconteceu. Não consigo perceber. As regras deles diziam que era possível entrar no país com uma isenção médica e não seguiram as próprias regras. Isto foi terrível, uma catástrofe”começou por afirmar Laslo Djere.

Djere explica o que se passa nos balneários e deixa uma garantia. “Ouvi umas conversas no balneário, em inglês, em espanhol… Sabemos que nem todos o apoiam. Mas sinto que ele vai voltar mais forte do que nunca. É a nossa mentalidade. Quando caímos ou somos tratados injustamente, isso dá-nos força”, prometeu.

Já Dusan Lajovic segue o mesmo caminho do seu compatriota. “A forma como foi tratado foi terrivelmente errada, a decisão também. Muitos jogadores de topo não o apoiaram. Talvez porque sabem que Novak é um dos favoritos e assim é menos um obstáculo que têm”destacou.

Por fim, Miomir Kecmanovic acredita que a maioria dos jogadores está no lado de Djokovic. “Não falei com muitos tenistas, mas aqueles com quem falei concordam que isto não fez sentido nenhum e que não devia ter acontecido. Foi tratado injustamente pelos políticos. Ele não jogar é uma perda enorme para o desporto”, sentenciou.

Bola Amarela