Swiatek: «Antes era mais fácil... Agora gasto muito combustível para gerir a pressão»

Swiatek: «Antes era mais fácil… Agora gasto muito combustível para gerir a pressão»

Por Pedro Gonçalo Pinto - setembro 3, 2021
epa09439473 Iga Swiatek of Poland hits a return to Jamie Loeb of the US during their match on the second day of the US Open Tennis Championships the USTA National Tennis Center in Flushing Meadows, New York, USA, 31 August 2021. The US Open runs from 30 August through 12 September. EPA/JASON SZENES

Cada vez mais se fala sobre a pressão com que os jogadores vão lidando, especialmente nos grandes torneios. Ora, Iga Swiatek é uma das grandes figuras do circuito feminino nesta altura, uma vez que, com apenas 20 anos, já tem um Grand Slam no currículo e é a 8.ª classificada do ranking WTA. E a verdade é que a jovem polaca confessa que a forma de lidar com os grandes palcos mudou mesmo, ainda que no US Open as coisas lhe estejam a correr bem e já se encontre na terceira ronda.

“A verdade é que sinto a pressão. É difícil descrever as minhas sensações, mas acredito que a maioria das melhores jogadoras sabem que não é fácil chegar aos grandes torneios com o estatuto de candidata ao título. Antes era mais fácil… Preparava-me bem fisicamente e jogava sem tantas expectativas. Agora, no fim da temporada, sinto que gasto muito combustível para gerir a pressão e tudo isto”, confessou Swiatek

Para a polaca, o próximo obstáculo trata-se da estoniana Anett Kontaveit, na luta pelo acesso aos oitavos-de-final do US Open, em Nova Iorque.

Pedro Gonçalo Pinto