Sinner também faz as malas cedo, Rublev afia garras e avança em Wimbledon

Sinner também faz as malas cedo, Rublev afia garras e avança em Wimbledon

Por Pedro Gonçalo Pinto - junho 28, 2021
sinner

A relva continua a fazer vítimas bem cedo em Wimbledon. Jannik Sinner foi uma das mais notáveis, com o jovem prodígio italiano a não resistir à maior experiência de Marton Fucsovics em Wimbledon. O 19.º cabeça-de-série entrava com expectativas no All England Club mas saiu de mãos à abanar, ao ser eliminado pelo húngaro, número 48 do ranking ATP, que precisou de quatro sets e um pouco mais de três horas para resolver o encontro.

Fucsovics fechou com os parciais 5-7, 6-3, 7-5 e 6-3, num encontro marcado pelo elevado número de erros não forçados de parte a parte. O húngaro disparou 52, enquanto o promissor italiano chegou aos 55, sendo que foi quebrado por nove vezes ao longo do encontro. Foi uma estreia pouco auspiciosa no quadro principal de Wimbledon para Sinner, enquanto Fucsovics avança para defrontar Jiri Vesely.

Quem abanou um pouco antes de arrancar a todo o vapor foi Andrey Rublev. O russo recusou juntar-se à lista de pré-designados que já fizeram as malas e superou o argentino Federico Delbonis, mesmo depois de perder o primeiro set. Rublev venceu com os parciais 4-6, 6-4, 6-1 e 6-2, à boleia de 40 winners, a maior parte fruto da poderosa pancada de direita. O compatriota Karen Khachanov também teve de sofrer, mas superou o norte-americano Mackenzie McDonald por 3-6, 6-3, 6-4 e 7-6(3).

Roberto Bautista Agut (8.º cabeça-de-série) sobreviveu ao teste imposto por John Millman e venceu em quatro parciais (6-2, 3-6, 6-3 e 7-6), mas Alejandro Davidovich Fokina (30.º favorito) deixou escapar dois sets de vantagem para perder com Denis Kudla, enquanto Reilly Opelka (27.º) caiu em parciais diretos com o alemão Dominik Koepfer. Um primeiro dia cheio de ação inesperada em Wimbledon…

Pedro Gonçalo Pinto
Comentador Sport TV e ligado ao Jornal Record. Ténis acima de tudo.