Halep pode 'roubar' liderança do ranking a Barty em Roland Garros

Simona Halep pode ‘roubar’ liderança do ranking a Barty em Roland Garros

Por José Morgado - setembro 26, 2020
Halep
Romania’s Simona Halep celebrates winning a point against Czech Republic’s Karolina Pliskova during the final match of the Women’s Italian Open at Foro Italico on September 21, 2020 in Rome, Italy. (Photo by Riccardo Antimiani / POOL / AFP) (Photo by RICCARDO ANTIMIANI/POOL/AFP via Getty Images)

A edição deste ano de Roland Garros não promete grandes lutas de ranking no lado masculino, mas o mesmo não se pode dizer no setor feminino. Ashleigh Barty, número um do Mundo e campeã em título em Paris, não vai perder os seus 2000 pontos na classificação (ninguém perde qualquer ponto até ao final de 2020) mas pode ainda assim ser ultrapassada e perder a sua liderança WTA.

Simona Halep, número dois mundial e recentemente campeã do torneio de Roma, é a única com chances de ultrapassar a australiana e as contas são muito simples: para voltar a ser número um do Mundo — lugar em que terminou as temporadas de 2017 e 2018 –, Halep tem de ganhar Roland Garros pela segunda vez (depois de 2018).

A romena não se sente mais pressionada por ser considerada a favorita ao título. “É algo que me honra, mas não penso assim. Acho que todas as jogadoras do quadro acreditam que podem vencer e acreditam no trabalho que fazem todos os dias. Não penso no favoritismo e isso não vai pesar muito na hora de entrar em campo”, assegurou.

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.