Sharapova recorda suspensão por doping: «Foi erro do meu agente»

Sharapova recorda suspensão por doping: «Foi erro do meu agente»

Por Tiago Ferraz - julho 23, 2020
sharapova-brisbane
Foto: EPA

A antiga tenista russa e número um mundial Maria Sharapova recorda o episódio da suspensão por doping e culpa o agente pelo sucedido.

“Recebi um e-mail da ITF. Esses e-mails normalmente eram muito básicos, mas esse em concreto falava de doping. Falava de uma substância chamada meldonium. Eu fui logo ao dicionário para perceber uma vez que não conhecia essa substância, mas li logo e sabia perfeitamente o que era. Desde jovem notei que a minha saúde se ressentia. Nesse sentido, o meu pai foi buscar um médico profissional à Rússia. Fizeram-me testes sobre as substâncias que podia tomar e, com os problemas que comecei a ter em 2016, disse-me para tomar ‘mildronate’ que na Rússia se toma sem receita médica…Assim como a aspirina”, salientou.

Maria Sharapova recorda ainda o momento em que teve que dar a cara numa conferência de imprensa:

“Depois da conferência de imprensa, apaguei todas as minhas redes sociais do meu telemóvel para me proteger que opiniões e juízos de valor. Acho que nunca me preocupei com o que pensavam de mim, mas de repente percebes que realmente importa a tua imagem. Isso deixou-me triste foi muito desagradável. A minha mãe disse-me que estava tudo bem se eu não pudesse voltar a jogar ténis”, salientou.

Sharapova culpa o seu agente pelo sucedido:

“Eu e a minha equipa já nos tínhamos habituado a tomar algo para melhorar a minha saúde e para não piorar o meu rendimento. Deixei de trabalhar com o aquele médico em 2013 porque queria métodos mais naturais. Continuei a tomar substâncias que ele me disse para tomar muito anos antes. Ele tinha problemas pessoais. Foi um erro seu”, revela.

  • Categorias:
  • WTA
Tiago Ferraz
Jornalista de formação, apaixonado por literatura, viagens e desporto sem resistir ao jogo e universo dos courts. Iniciou a sua carreira profissional na agência Lusa com uma profícua passagem pela A BolaTV, tendo finalmente alcançado a cadeira que o realiza e entusiasma como redator no Bola Amarela desde abril de 2019. Os sonhos começam quando se agarram as oportunidades.