Serena melhor do que nunca: «Não me sentia assim desde o verão de 1926»

Serena melhor do que nunca: «Não me sentia assim desde o verão de 1926»

Por Bola Amarela - fevereiro 16, 2021
serena-ausopen

Uma das histórias deste Australian Open é o rejuvenescimento de Serena Williams. Aos 39 anos, está de volta a movimentar-se muito bem em court, com uma capacidade defensiva que tem feito a diferença nos momentos importantes, como aconteceu diante de Simona Halep. Já qualificada para as meias-finais, a campeoníssima norte-americana reconhece que está melhor do que nunca… com risos pelo meio.

“Já passou algum tempo… Não me sentia assim desde o verão de 1926! Mas vocês sabem que sou boa nas trocas de bolas e tenho de abraçar aquilo em que sou melhor. Sou boa a jogar com potência, a bater centenas de pancadas. Isso é algo único em mim e tenho de aceitar e assumir que sou boa nas duas coisas”, comentou a 11.ª WTA.

Sem querer falar muito de Naomi Osaka por considerar que qualquer adversária seria complicada nesta fase, Serena deu mais detalhes sobre essa evolução na sua movimentação. “Não foi um foco na pré-época porque estive a lidar com aquela lesão horrível no tendão de Aquiles. Mas foi algo que eu e o Patrick [Mouratoglou] falámos. Não estava a ser capaz de incorporar isso tanto quanto queria, mas estou feliz por conseguir fazer isso de novo. Estava mais focada noutras coisas e não em algo que é uma força minha, que sempre foi”, sustentou.

Por outro lado, a norte-americana falou sobre o facto de não ter havido público nestes encontros, com a hipótese do regresso para as meias-finais. Para Serena… tanto faz. “Há dois lados nisso. Adoro ter pessoas cá, claro. Mas ao mesmo tempo até é bom não ter. Não sei se há mais pressão com público nas bancadas ou assim. De qualquer das maneiras, está bem. É assim que olho para esse tema”, rematou.

Bola Amarela