Roland Garros: wild card de Bouchard dado após negociação política

Roland Garros: wild card de Bouchard dado após negociação política

Por José Morgado - setembro 17, 2020
bouchard

Roland Garros anunciou esta semana os seus wild cards para o quadro principal e fase de qualificação, que contam apenas com três ‘estrangeiros’, ao contrário daquilo que é habitual. Os torneios de Grand Slam costumam ter acordos federativos de atribuição de convites entre França, Estados Unidos e Austrália, mas em 2020 os únicos wild cards não franceses para Roland Garros são Andy Murray, Eugenie Bouchard e Tsvetana Pironkova.

Bouchard, ex-top 5 e semifinalista em 2014, está de regresso à boa forma e pensou-se que o seu wild card pudesse ter sido entregue por essa razão, mas a imprensa canadiana assegura que a decisão foi tomada na sequência de uma negociação politica entre as Federações canadiana e francesa: tudo porque o Open do Canadá ofereceu convites a Jo-Wilfried Tsonga e Kristina Mladenovic em 2019, possibilitando agora uma espécie de troca de favores.

Genie Bouchard nem sequer tinha ranking para entrar na fase de qualificação, mas depois de alcançar várias boas vitórias nas últimas semanas pediu um convite, nem que fosse para o qualifying. Nas redes sociais, agradeceu o gesto de Roland Garros.

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.