Roger Federer revela o que seria se não fosse tenista

Por Bola Amarela - dezembro 10, 2019
federer

Roger Federer, de 38 anos, voltou a contar esta terça-feira o que gostaria de ser na vida se não fosse um dos melhores tenistas da história. E, sem surpresas, a vida do suíço seria na mesma ligada ao desporto de alta competição.

“Sempre quis ser um atleta profissional. Tenista ou futebolista. Calhou ser tenista, mas o futebol era outras das opções. Se nenhuma das coisas corresse bem, tentava voltar a escola e via o que fazer da minha vida, mas nunca fui muito bom nas aulas”, brincou o helvético.

Federer, que cumpriu uma intensa semana de exibições na América do Sul, está de férias antes de começar a preparar 2020, que para ele inicia somente no Australian Open, a 20 de janeiro.

Bola Amarela