Roger Federer: «Contra Djokovic não vai haver surpresas»

Por José Morgado - julho 13, 2019

Roger Federer derrotou esta sexta-feira Rafa Nadal nas meias-finais de Wimbledon e agora vai defrontar na final outro dos seus maiores rivais, Novak Djokovic. O suíço de quase 38 anos está pronto para o desafio que é defrontar o sérvio e lembra que não há segredos quando se defronta um rival por 47 vezes…

“Quando defrontas alguém mais de 15 vezes (Federer e Djokovic vão medir forças pela 48ª vez) não há muita coisa com a qual possas surpreender o teu rival. Vai depender de quem está mais inspirado naquele dia, quem está melhor mentalmente, quem é mais duro nos momentos decisivos. Nem sempre o melhor jogador ganhar, mas há sempre um vencedor, pois numa modalidade como a nossa não há empates”, confessou em conferência de imprensa.

O suíço diz que não é difícil para ele voltar a focar-se depois de ganhar um encontro como estes e que ainda não está nada ganho. “Com a experiência, aprendi a controlar as minhas emoções. Estou muito feliz, mas há que baixar a cabeça porque há mais um encontro para jogar. Se este fosse o último encontro do torneio, estaria a sentir outras coisas e a dizer outras coisas. Mas infeliz ou infelizmente ainda há mais um duelo.”

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.