Responsável do Australian Open ‘culpa’ Mirka pela ausência de Federer

Responsável do Australian Open ‘culpa’ Mirka pela ausência de Federer

Por Bola Amarela - janeiro 7, 2021
federer-mirka

Roger Federer abalou o mundo do ténis quando tornou oficial que não vai competir no Australian OpenTudo apontava para o facto de ter feito duas operações ao joelho em 2020 ser a razão principal para essa ausência. No entanto, novos dados surgem e, afinal, as principais razões não estão relacionados com essas questões físicas. O grande problema era mesmo a quarentena… da sua família.

O cenário que afastou o suíço, de 39 anos, do primeiro Grand Slam da temporada acabou por ser explicado por André Sá, antigo jogador e agora diretor das relações com os jogadores no Australian Open. “A principal razão foi a quarentena. Falei com ele há um mês e ele tinha duas opções. Podia vir com toda a família e fazer a quarentena”, começou por dizer o brasileiro, ao ‘Ace BandSports’.

“O problema é que Mirka e os filhos não podiam sair do quarto. Teriam de ficar 14 dias fechados lá dentro. Ele podia sair, treinar, voltar, mas a família não. Mirka não aprovou essa ideia”, acrescentou.

Contas feitas, Federer acabou mesmo por rejeitar essa possibilidade de forma pragmática, tal como a resposta que deu a André Sá. “Meu, tenho 39 anos, quatro filhos e 20 Grand Slams. Já não estou no tempo de estar longe da minha família durante cinco semanas”, rematou.

Bola Amarela