Recorde ali tão perto: super Serena arrasa Halep e luta com Osaka pela final

Recorde ali tão perto: super Serena arrasa Halep e luta com Osaka pela final

Por Bola Amarela - fevereiro 16, 2021
serena-williams

Serena vintage! Serena Williams continua a mostrar que velhos são os trapos e garantiu um lugar nas meias-finais do Australian Open. A norte-americana de 39 anos apresentou-se de forma arrasadora diante de Simona Halep e colocou-se a apenas duas vitórias de igualar o recorde por que tanto anseia. Faltam-lhe essas duas barreiras para conquistar o 24.º título em torneios do Grand Slam e, por fim, apanhar Margaret Court. Mesmo sem servir especialmente bem, Serena aplicou potência constante na linha de fundo e mostrou enorme capacidade defensiva na hora da verdade para bater a número dois do mundo com os parciais 6-3 e 6-3.

O primeiro set decorreu de forma bastante tranquila para a sete vezes campeã em Melbourne, mesmo a ser quebrada numa ocasião. No entanto, estava a dominar um Halep que pouco conseguia fazer na linha de fundo para contrariar a profundidade e violência das pancadas de fundo do court da norte-americana. A questão é que isso começou a mudar logo no arranque da segunda partida.

A romena, que bateu Serena na final de Wimbledon em 2019, esteve com break de vantagem a 2-0 e 3-1, mas foi no momento de dificuldade que apareceu a melhor versão da antiga líder do ranking WTA. A atual número 11 agarrou-se com unhas e dentes ao segundo set e descolou num determinante sétimo jogo quando estava 3-3. Ao sexto ponto de break nesse jogo de serviço de Halep, Serena quebrou a resistência da romena num ponto fantástico a defender e não olhou mais para trás.

Na 54.ª vez fez que chegou aos quartos-de-final de um torneio do Grand Slam, Williams garantiu as ‘meias’ pela… 40.ª (!) ocasião. De resto, diga-se que é a oitava vez que atinge esta fase em Melbourne e, quando chegou até aqui, nunca perdeu a caminho da final. Agora, depois da 11.ª vitória frente a Simona Halep, Serena Williams marca um duelo de luxo com Naomi Osaka na luta por um lugar na final.

Bola Amarela