Raonic e Wimbledon só em 2021: «É difícil de aceitar»

Raonic e Wimbledon só em 2021: «É difícil de aceitar»

Por Tiago Ferraz - abril 6, 2020
milos-raonic

O tenista canadiano Milos Raonic deu uma entrevista à TSN Canada onde falou da pandemia de coronavírus e do facto do torneio de Wimbledon só voltar em 2021.

«É uma decisão difícil de aceitar, mas também temos que a compreender completamente. Era a melhor opção devido a tudo o que está a acontecer um pouco por todo o mundo. Quando entramos naquelas portas, mesmo que seja durante um treino antes do evento, percebemos que é o torneio que mais nos toca. Não é o maior local, os courts não são tão grandes como podem ser os de outros Grand Slams, mas há muita tradição naquele local (Wimbledon). Percebe-se logo que não há patrocinadores no fundo do court, a relva é natural, eles asseguram-se de que todos os tenistas respeitam a tradição dos courts e eu penso que o código de vestuário completamente branco fica muito bem», revela, citado pelo Tennis World.

Milos Raonic recorda ainda o local que o levou à única final em torneios do Grand Slam:

«(Wimbledon) é o local da minha única final em torneios do Grand Slam. Eu joguei algum do meu melhor ténis lá. É um torneio que eu tento sempre participar todos os anos. (…) É um local que me traz muito boas memórias e eu estou muito agradecido. Vai ser difícil não voltar lá este ano, mas se essa é a decisão, temos que respeitar porque a prioridade é estarmos saudáveis nessa altura do ano», disse.

 

Tiago Ferraz
Jornalista de formação, apaixonado por literatura, viagens e desporto sem resistir ao jogo e universo dos courts. Iniciou a sua carreira profissional na agência Lusa com uma profícua passagem pela A BolaTV, tendo finalmente alcançado a cadeira que o realiza e entusiasma como redator no Bola Amarela desde abril de 2019. Os sonhos começam quando se agarram as oportunidades.