Por que razão Bautista Agut joga tão bem em relva? Ele explica

Por José Morgado - 11 julho, 2019
bautista

Roberto Bautista Agut é mais um jogador a desfazer o ‘mito’ de que os espanhóis só jogam bem em terra batida. Aos 31 anos, é na relva de Wimbledon que o espanhol vai jogar a sua primeira meia-final de Grand Slam, onde se ‘intromete’ entre os três melhores jogadores do Mundo. O tenista que vai reentrar no top 15 mundial explica por que razão, no seu entender, joga bem em relva.

“É que as minhas pancadas são muito, muito chapadas. Eu apanho a bola muito cedo e isso é ideal em relva. Para além disso, ao longo dos anos tenho-me sentido cada vez mais confortável nesta superfície. Vais ganhando confiança com experiência”, assumiu o espanhol, que tem um título em relva (Rosmalen 2014).

Bautista, que já bateu duas vezes Novak Djokovic em 2019 — o seu próximo rival — dá também a sua teoria para o facto de costumar dar problemas ao sérvio. “Temos um estilo muito parecido e gostamos de ficar ambos no fundo do campo. Ele gosta de longas trocas de bola e eu também. Por isso é assim que costumamos jogar. Normalmente ganha quem está melhor nesse dia e espero que na sexta-feira seja eu…”

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.