Pedro Araújo sem direito a descanso, volta a jogar esta segunda... em Lisboa: «Começa tudo do zero outra vez»

Pedro Araújo sem direito a descanso, volta a jogar esta segunda… em Lisboa: «Começa tudo do zero outra vez»

Por José Morgado - junho 29, 2020

Pedro Araújo, jovem de apenas 18 anos, foi uma das grandes figuras da primeira etapa do circuito sénior da Federação Portuguesa de Ténis, ao chegar à final numa semana de grandes vitórias e quatro viagens entre Lisboa e o Algarve. Na final de domingo, o tenista da Escola de Ténis Jaime Caldeira não resistiu a Nuno Borges e no final do encontro teceu muitos elogios ao maiato.

“Em primeiro lugar quero dar os parabéns ao Nuno, que jogou muito bem a semana toda e mereceu inteiramente o título. Hoje jogou muito bem do início ao fim e serviu muito bem. Estava a criar-me muitas dificuldades com o seu serviço e mesmo de fundo, onde eu estava a conseguir equilibrar mais os pontos, ele também bateu muito forte, foi consistente, fez poucos erros e isso dificultou-me muito a tarefa, porque estava a ser difícil responder ao serviço dele e quando não se consegue fazer o break é difícil ganhar”, começou por contar à assessoria de imprensa da prova.

O balanço da sua semana algarvia foi naturalmente muito positivo. “Foi uma muito boa semana, apresentei um bom nível. Consegui ganhar a bons jogadores, perdi com o Pedro Sousa, um jogador que toda a gente conhece e sabe como joga, e hoje com o Nuno Borges, que também está a jogar muito bem, mas vim do qualifying e ganhei quatro encontros.”

E não há tempo a perder: sem entrada direta na etapa de Lisboa do circuito FPT,  Araújo regressa ao court já esta segunda-feira para defrontar Manuel Gonçalves, na primeira ronda do qualifying. “Agora é tentar descansar o máximo possível para amanhã [segunda-feira] tentar fazer o melhor possível, porque começa tudo do zero outra vez.”

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.