Osaka e as máscaras com o nome das vítimas: «Queria que as pessoas falassem deste tema»

Osaka e as máscaras com o nome das vítimas: «Queria que as pessoas falassem deste tema»

Por José Morgado - setembro 13, 2020
osaka-mascara

Naomi Osaka, a campeã do US Open 2020, brilhou dentro e fora do court neste torneio. Dentro das quatro linhas, venceu sete encontros rumo ao seu terceiro título do Grand Slam; fora dele, foi uma verdadeira ativista contra a violência policial e discriminação racial, um tema que está muito quente na sociedade norte-americana e que se tem alastrado a todo o Mundo.

A cada encontro do US Open, Osaka utilizou uma máscara com o nome de uma vítima e, questionada sobre se a sua mensagem passou durante este torneio, a japonesa de 22 anos respondeu… com uma questão. “Qual foi a mensagem que você recebeu? A pergunta é mais essa. O objetivo era que as pessoas falassem deste tema”, confessou a japonesa.

Em conferência de imprensa, a japonesa voltou a falar sobre o tema. “Quanto mais encontros ganhava, mais nomes de pessoas trazia na minha máscara. Como estava na bolha, tive tempo para ler muitas coisas, para pensar talvez em demasia sobre cada uma dessas pessoas, dessas histórias.”

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.