Nadal: «Grand Slams à melhor de três sets? Sou completamente contra»

Nadal: «Grand Slams à melhor de três sets? Sou completamente contra»

Por José Morgado - novembro 16, 2020
rafa-nadal

Rafael Nadal, número dois do Mundo, fez este domingo um balanço positivo do seu primeiro encontro das ATP Finals de Londres, em que derrotou o russo Andrey Rublev, por 6-3 e 6-4. O espanhol de 34 anos destacou os pontos mais positivos do seu triunfo.

Foi um início muito positivo, é sempre importante vencer a primeira partida neste torneio para ganhar confiança e vencer em dois sets ajuda muito nas contas da qualificação. O serviço foi decisivo hoje, estive muito sólido, relaxado e isso tirou-me muita pressão para os jogos de resposta. Fiz o que fiz, estou muito feliz com a forma como abordei o jogo taticamente”, revelou em conferência de imprensa.

Nadal antecipou o encontro de terça-feira (14 horas) diante do austríaco Dominic Thiem. Começar assim é muito positivo, mas ainda tenho de jogar com o Dominic e o Stefanos. O Thiem é um grande competidor, melhora a cada ano e é uma pessoa excecional. Fiquei muito feliz em vê-lo vencer o US Open, ele merece porque é um trabalhador incansável. Será um grande desafio para mim enfrentá-lo neste torneio, espero estar preparado para isso e que o jogo de hoje me ajude a jogar melhor nesse”.

Rafa mostrou-se ainda completamente contra a possibilidade de os torneios de Grand Slam mudarem o formato competitivo para um duelo à melhor de três sets. Sou totalmente contra isso nos Grand Slams. Por ter um dia de folga entre os jogos, devemos manter essa parte fundamental da história do nosso desporto. Jogar cinco sets nos Grand Slams faz a diferença porque torna todos os jogadores de ténis mais exigentes física e mentalmente. É algo diferente”.

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.