Na última vez que um Grand Slam não teve Federer nem Djokovic... Sampras era número um

Na última vez que um Grand Slam não teve Federer nem Djokovic… Sampras era número um

Por Bola Amarela - janeiro 16, 2022
federer-djokovic

Onde é que andava em agosto de 1999? Nós damos a resposta para alguns tenistas de hoje em dia. Stefanos Tsitsipas tinha acabado de fazer um ano, Carlos Alcaraz Jannik Sinner provavelmente ainda nem estavam na imaginação dos pais e o top 3 do ranking ATP era formado por Pete SamprasAndre Agassi Yevgeny Kafelnikov. Mas porque é que estamos a falar de algo que aconteceu há quase 23 anos? É que é preciso recuar até essa altura para descobrir o último Grand Slam que não teve Roger Federer nem Novak Djokovic.

Com a deportação do número um do mundo, o quadro principal do Australian Open apresenta-se sem Roger nem Novak, um cenário que se verificou pela última vez no US Open de 1999. Um Federer de 18 anos era o número 104 do ranking ATP e tentou a sua sorte no qualifying mas caiu na segunda ronda, antes de iniciar uma série de participações em Majors que só acabou com a ausência de Roland Garros em 2016.

Quanto a Djokovic, o sérvio era um rapaz de 12 anos que por ventura nem sonhava com a carreira que tinha à sua espera. Em 2005, precisamente no Australian Open que agora falha, estreou-se num torneio do Grand Slam, e só falhou o US Open de 2017. Quer isso também dizer que este é apenas o segundo Major que Djokovic não vai disputar na sua carreira, ao passo que alinhou em 66.

Inédito! Nadal disputa um Grand Slam sem Federer nem Djokovic pela primeira vez na carreira

Bola Amarela