Murray quer jogar Eastbourne e Wimbledon… mas pode não ter parceiro

Por Nuno Chaves - 14 junho, 2019

O tão aguardado regresso de Andy Murray – ainda que seja na variante de pares – acontece já na próxima semana no ATP 500 de Queen’s. O britânico não compete desde o Open da Austrália e o seu grande objetivo passa por jogar, além desta prova, em Eastbourne e Wimbledon. Só que há um pequeno problema, que tudo indica que vai ser resolvido.

Murray tem como parceiro Feliciano Lopez em Queen’s e o seu objetivo seria jogar com o espanhol em Eastbourne e Wimbledon, só que o antigo top 20 mundial… não tem entrada direta em Wimbledon.

Murray admite que está a tratar de uma solução. “Falei com alguns jogadores sobre isso, mas uma vez mais, é difícil para mim comprometer-me a jogar. Falei com alguns que estão dispostos a jogar, por isso, não têm de ser necessariamente especialistas em pares”, explicou em declarações recolhidas pelo Metro.

Ainda assim, a prioridade é Feliciano Lopez. “Talvez possa jogar com ele em Eastbourne. Não falámos muito sobre isso. Está à espera de receber um wildcard em Wimbledon. O seu ranking baixou, por isso precisa de um. Se não conseguir teria de jogar o qualy, mas aí já não podia estar em Eastbourne. Há muitas variáveis. Vamos ver”, contou.

Nuno Chaves
Jornalista na TVI; Licenciado em Ciências da Comunicação na UAL; Ténis sempre, mas sempre em primeiro lugar.