Murray: «Não percebo as críticas ao SABR do Federer e ao serviço por baixo»

Murray: «Não percebo as críticas ao SABR do Federer e ao serviço por baixo»

Por Tiago Ferraz - novembro 19, 2020
murrayy

O tenista britânico e antigo número um mundial Andy Murray deu uma entrevista ao Metro onde falou de diversos temas entre os quais está uma pancada de Roger Federer:

“Recordo-me de ler um artigo de Boris Becker onde criticava o Roger Federer por fazer o SABR. Se ele é capaz de  fazer e tem sucesso por que não haveria de o fazer?  Agora cada vez que vemos um tenista servir por baixo os comentadores ficam escandalizados e acham que é uma falta de respeito. Acho incrível porque acho que é uma jogada legítima e muito inteligente. Claro que se perdes o ponto pareces um idiota, mas a minha sensação é que a percentagem de pontos ganhos no serviço por baixo é muito alta porque surpreendes o adversário”, revela.

Andy Murray falou ainda do ténis em si e diz o que deve mudar quando a “normalidade” voltar ao mundo em geral e também ao ténis:

“Quando as coisas voltarem à normalidade os miúdos deveriam voltar a dar a toalha de novo porque com o que vemos agora o jogo fica muito mais lento. Ter que caminhar até ao fundo do court no final de cada ponto para nos secarmos quebra rotinas e impede que o ritmo de jogo suba o que é algo que eu considero muito importante porque o ténis é uma modalidade um pouco lenta em geral”, disse, citado pelo Punto de Break.

Recorde-se que Andy Murray já fez saber que se dentro de um ano estiver dentro do top 100 mundial então o mais provável é terminar a carreira.

Tiago Ferraz
Jornalista de formação, apaixonado por literatura, viagens e desporto sem resistir ao jogo e universo dos courts. Iniciou a sua carreira profissional na agência Lusa com uma profícua passagem pela A BolaTV, tendo finalmente alcançado a cadeira que o realiza e entusiasma como redator no Bola Amarela desde abril de 2019. Os sonhos começam quando se agarram as oportunidades.