Murray muito triste: «Nunca mais serei o mesmo em termos físicos»

Murray muito triste: «Nunca mais serei o mesmo em termos físicos»

Por José Morgado - setembro 28, 2020
murray-rg

Andy Murray, ex-número um mundial, admitiu este domingo após perder com estrondo na primeira ronda de Roland Garros, estar muito desapontado com o seu nível de jogo, e garantiu que vai pensar durante algum tempo naquilo que fez durante o seu embate da primeira ronda em Paris, em que foi totalmente arrasado por Stan Wawrinka.

“Tenho de pensar durante alguns dias e com critério naquilo que se passou aqui. Sinceramente ainda não percebi. As condições de jogo não me ajudaram, mas não podem ser desculpa para tudo. Não tive sorte no sorteio, mas joguei muito mal, fiz quase tudo mal. Servi apenas 40 por cento de primeiros serviços, não pode ser”, confessou em conferência de imprensa.

Murray nega que tenha de mudar o seu estilo de jogo com o avançar da idade. “Não creio que seja possível. Aos 33 anos não se pode fazer mudanças radicais e eu continuo a sentir que posso ter sucesso jogando da forma mais natural para mim. No final de 2019, já depois da operação, joguei o meu ténis na Ásia, em Antuérpia, onde venci o torneio, e as coisas saíram bem. Penso que esse sim é o caminho para o meu ténis”.

Recorde-se que Mats Wilander colocou em causa a continuidade de Murray ao mais alto nível em declarações ao Eurosport.

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.