Murray mudou de ideias e quer jogar singulares no US Open… mas já não é possível

Por Nuno Chaves - 14 agosto, 2019
andymurray

Andy Murray jogou esta segunda-feira o seu primeiro encontro de singulares em oito meses. O britânico saiu derrotado na primeira ronda frente a Richard Gasquet em Cincinnati, ainda assim, apesar de não ter sentido dores, confessou não querer jogar o US Open, por ainda não se sentir preparado para competir em cinco sets.

Só que esta terça-feira, o antigo número um mundial apresentou uma ideia… totalmente diferente. Murray, que seguiu para os oitavos de final de pares com Feliciano Lopez, afirmou que se podia ter inscrito para a fase de qualificação… só que não se lembrou.

“Não sei por que nunca pensei, mas a realidade é que nunca me ocorreu isso até esta manhã. Quando acordei, disse a mim mesmo que queria jogar encontros à melhor de três sets. Podia testar-me aí e se conseguisse passar o qualifying talvez provasse que estava preparado para jogar a cinco sets. Já foi tarde”, referiu em conferência de imprensa.

Certo é que esse cenário já não é, mesmo, possível. Murray já tinha recusado antes um wild card para o quadro principal (que foram entregues esta terça-feira) e não se inscreveu a tempo para a fase de qualificação. A própria fase de qualificação também já ofereceu os respetivos wild cards, portanto, não há mesmo qualquer hipótese de Murray jogar em singulares em Flushing Meadows.

Nuno Chaves
Jornalista na TVI; Licenciado em Ciências da Comunicação na UAL; Ténis sempre, mas sempre em primeiro lugar.