Murray: «É incrível continuar a competir com uma anca de metal»

Murray: «É incrível continuar a competir com uma anca de metal»

Por Bola Amarela - março 17, 2021
Foto: Getty Images

Aos 33 anos, Andy Murray está muito longe daquilo que já alcançou noutros tempos. Fora do top 100, o britânico procura voltar ao topo da forma, depois de ter estado muito perto de colocar um ponto final na carreira. Por isso mesmo, mostra-se agradecido por continuar a competir entre os melhores nesta fase.

“Os últimos anos foram muito duros para mim. Depois da operação, disseram-me que não havia certeza de que podia voltar a jogar ténis. Não me rendi e continuei a trabalhar muito. Nos últimos meses senti-me melhor do que nos últimos anos. Terei de estar atento ao meu calendário, mas é incrível continuar a competir com uma anca de metal”, confessou, em entrevista à ‘People’.

Feliz por ter recebido um wildcard para disputar o Masters 1000 de Miami, Murray explica quais são os objetivos a curto prazo. “Quero fazer o máximo de encontros e se possível defrontar os melhores jogadores do circuito. Adoro trabalhar e esforço-me a cada dia para tentar melhorar e subir no ranking. Quero voltar a jogar ténis sem nenhum tipo de problemas físicos. É o desporto que mais amo!”, sustentou.

Bola Amarela