Ministro australiano deixa aviso sobre a edição do próximo ano: «Se eu fosse tenista vacinava-me...»

Ministro australiano deixa aviso sobre a edição do próximo ano: «Se eu fosse tenista vacinava-me…»

Por Nuno Chaves - outubro 12, 2021
Australian-Open
MELBOURNE, AUSTRALIA – FEBRUARY 21: General view of Rod Laver Arena during the Men’s Singles Final match between Novak Djokovic of Serbia and Daniil Medvedev of Russia during day 14 of the 2021 Australian Open at Melbourne Park on February 21, 2021 in Melbourne, Australia. (Photo by Andy Cheung/Getty Images)

O tempo passa e a possibilidade do Australian Open decorrer com vacinas obrigatórias para os tenistas é cada vez mais alta e se dúvidas existissem, o Ministro do Desporto do Estado de Vitória veio deixar isso ainda mais claro.

Martin Pakul, o homem que trabalha diretamente com a Tennis Australia, abordou alguns aspetos para a edição do próximo ano e deu uma garantia. “Vamos falar com os gabinetes federais e nacionais sobre as medidas que se aplicam, tal como o departamento de saúde mas se eu fosse tenista vacinava-me. É a maneira que têm para competir com as menores restrições possíveis”, garantiu em declarações recolhidas pela Sky Sports.

Recorde-se que esta situação está a causar algum desconforto entre vários tenistas, nomeadamente, o número um mundial Novak Djokovic, que já se mostrou publicamente contra a obrigatoriedade da vacinação contra a Covid-19.

Nuno Chaves
Jornalista na TVI; Licenciado em Ciências da Comunicação na UAL; Ténis sempre, mas sempre em primeiro lugar.