Mesmo sem ultrapassar Nadal, Federer pode ser 2.º cabeça de série em Wimbledon: o cenário é simples

Por Nuno Chaves - 10 junho, 2019

Terminado Roland Garros, é tempo de apontar para o próximo grande objetivo do circuito mundial: Wimbledon. E o Grand Slam britânico costuma sempre apresentar um sistema diferente no que diz respeito aos cabeças de série.

Quem pode beneficiar com isso? Roger Federer. Tudo porque o torneio conta não só com o presente ranking mas também com uma soma dos pontos atuais, mais 100% dos pontos em relva do ano passado e 75% dos pontos em relva de há dois anos.

Desta feita, Rafa Nadal pode não chegar ao All England Club como segundo cabeça de série. Neste sistema, o maiorquino fica com 8000 pontos e Federer com… 7990.

Ora como o espanhol já fez saber que não joga qualquer torneio até Wimbledon e Federer joga em Halle: o suíço defende a final obtida no ano passado e, por isso, em caso de título fica como segundo pré-designado no terceiro Grand Slam da temporada.

Nuno Chaves
Jornalista na TVI; Licenciado em Ciências da Comunicação na UAL; Ténis sempre, mas sempre em primeiro lugar.