Medvedev: «Partir a raqueta nunca é bonito, mas pode ajudar»

Por Patrícia Oliveira - outubro 11, 2019
Daniil Medvedev of Russia returns the ball to Evgeny Donskoy of Russia during the St. Petersburg Open ATP tennis tournament match in St.Petersburg, Russia, Thursday, Sept. 19, 2019. (AP Photo/Dmitry Lovetsky)

Daniil Medvedev conquistou, esta sexta-feira, a sua terceira vitória no Masters 1000 de Xangai frente a Fabio Fognini, apurando-se para as meias-finais do torneio.

O tenista russo partiu uma raqueta durante o encontro dos quartos-de-final frente a Vasek Pospisil e admite: “Geralmente não gosto de fazer isso, partir raquetas, nunca é bonito. Mas a verdade é que, às vezes, isso pode ajudar a aliviar o stress.” Acrescentando que “nesse momento era a única coisa que me estava a passar pela cabeça, mas para ser sincero nem sei se isso me ajudou.” 

O vice-campeão do US Open afirmou também que não foi uma partida fácil, muito devido ao calor que se fazia sentir: “Estava muito quente. Acho que foi por essa razão que o Vasek tenha tido alguns problemas no segundo set. Eu estava a sentir-me fisicamente apto ao longo do encontro que foi muito longo, mas o sol estava a perturbar muito.”

Daniil Medvedev soma agora sete vitórias consecutivas e tem encontro marcado com Stefanos Tsitsipas na próxima etapa do torneio.

Patrícia Oliveira